Xixi no trono, cocô na fralda

Tenho escutado relatos de pais bastante angustiados porque seus filhos, na época do desfraldamento, aprendem com êxito a usar a privada ou penico para fazer xixi, mas pedem a fralda para fazer cocô. Algumas destas crianças, inclusive, já não usam mais a fralda noturna.

Não me refiro aqui a situações em que existe algum fator fisiológico intervindo no treino esficnteriano, nem a situações em que a fralda foi retirada precocemente ou que houve mudanças significativas na vida da criança, como o nascimento de irmão ou entrada na escola. Minha atenção recai às crianças que tudo corre bem, com exceção da recusa em usar o vaso sanitário ou troninho para fazer cocô.

Embora cada criança apresente um ritmo próprio de desenvolvimento e aprendizagem, que deve ser respeitado, existem algumas estratégias que podem facilitar a transição do uso da fralda para o uso da privada ou penico. A primeira delas, sem sombra de dúvida, é a paciência!

Algumas crianças se assustam com o barulho da descarga ou relatam medo de cair na privada, com base na fantasia de que qualquer coisa pode passar pelo buraco que leva ao esgoto, como seus bens estimados (por exemplo, seu cocô) ou ela mesma. Absurdo? Não para uma criança que está descobrindo como ela e tudo a sua volta funciona. Por isto, é bom que a criança possa falar de seus medos e se certificar que eles não têm fundamento, a partir de sua própria constatação e não por um discurso pronto do adulto. Se o medo é do barulho da descarga, vale mostrar e falar sobre descargas e barulhos diferentes, longe dos momentos de defecação, até que se possa chegar nele. Na mesma linha da investigação, o vaso sanitário pode se transformar num grande laboratório em que imaginação se transforma em realidade. Colocar redutor de assento e/ou lançar objetos pequenos (que diluam na água), médios (do tamanho do cocô – preferencialmente o cocô da criança) e grandes (que não passam pelo vão que leva ao esgoto), pode ajudar a criança a compreender que nem tudo que cai na privada vai embora.

Mesmo que a criança tope sentar na privada ou no penico, nem sempre ela consegue fazer cocô, embora consiga fazer xixi. Como a urina se mistura com a água da privada (nem que seja no momento do seu descarte), a criança não vivencia seu xixi como uma “perda” e, por isto, não enfrenta a mesma dificuldade – já pensou que terrível é um “pedaço seu” ir esgoto afora?

Sem conseguir defecar na privada ou penico, essas crianças solicitam uma fralda para que nela possam fazer cocô. Quando a oferta da fralda é vetada pelo cuidador, restam-lhe algumas alternativas: evacuar na fralda noturna (hábito antes inexistente), na cueca/calcinha, no chão ou, a pior de todas, reter as fezes a ponto de, em casos extremos, a criança necessitar de lavagem intestinal.

Enquanto a recusa para usar o “trono” é temporária, muitos pais suportam-na. Mas, aos poucos, conforme as alternativas de negociação se esgotam, a situação vai se tornando insustentável, especialmente para os pais, que se sentem cansados, fracassados e impotentes diante de uma situação que parece não ter saída diferente de aguardar o amadurecimento da criança. O estresse toma conta de todos. A pressão diante da criança aumenta e o objetivo não é atingido. Cabe-nos, então, a pergunta: quem deseja que o cocô seja feito “trono”? Certamente, o adulto, responsável por transmitir à criança a norma social. É aqui que reside o grande enrosco.

Embora a recusa em fazer cocô na privada ou no penico tenha significados singulares para cada criança, não podemos esquecer que o controle dos músculos esfincterianos é uma experiência de controle (físico, mas também emocional) vivida intensamente por todas as crianças. Precisamos lembrar que xixi e cocô são nossas únicas produções que ninguém “tira” da gente. Por isto, por mais que o uso do troninho possa ser ensinado, aceitar ou recusar fazer cocô no local determinado pela cultura é de livre arbítrio para a criança – somente ela é capaz de decidir quando e onde quer fazer xixi e cocô.

Se de um lado tentamos ensinar uma regra sem desrespeitar o tempo da criança, de outro, corremos o risco de deixar que o tempo se encarregue de uma situação que, em geral, aponta para uma dinâmica em que a criança teme perder o controle que descobriu ter. Como este é o ponto central do cocô na fralda, cuidado: quanto maior a pressão, maior será a resistência da criança em deixar a fralda, já que esta é uma maneira de lutar pelo exercício de seu próprio controle. Em outras palavras, se a criança vive o controle como vindo de fora, se oporá a isto, na tentativa de afirmar que quem quer e pode controlar é somente ela.

Diferentemente do uso do vaso sanitário ou penico, a fralda não apresenta à criança nenhuma ameaça. Ela é conhecida. Dá a segurança necessária para relaxar e evacuar. Ao pedi-la, a criança tem uma atenção diferenciada no momento do pedido, atenção esta que ela pode temer perder. Ao mesmo tempo, na fralda, o cocô continua junto ao seu corpo, mesmo que por um tempo mínimo, não ficando escancarado ao olhar da criança e do outro, ativando a possível fantasia de que uma “parte sua” se desprende de seu corpo. Também, estando o cocô na fralda, a criança não perde a chance de presentear quem ama com sua “obra” – e, por consequência, em sua fantasia, perder o amor de quem ama.

Seja qual for o motivo subjacente ao uso da fralda para fazer cocô, mesmo com a criança conseguindo controlar os esfíncteres, sabemos que há temores que não estão sendo nomeados, bem como alguma forma de controle da criança perante o ambiente. Então, é preciso devolver isto à criança, falando dos supostos temores e ajudando-a a assumir seu controle com mais propriedade. Mesmo que não se saiba exatamente o que a impede de evacuar na privada ou vaso sanitário, é importante brincar com estas dificuldades através de desenhos, histórias, brincadeiras com bonecos. Quando o foco sai da pessoa da criança a conversa fica mais fácil para todos.

Uma técnica que costuma ajudar a criança se apropriar de seu controle é implicá-la na colocação e retirada da sua fralda (que deve ser colocada com a criança em pé e nunca deitada, remetendo à posição do bebê no trocador). Com 2 anos e meio ou mais a criança tem coordenação motora para colocar e tirar a própria fralda. Assim, na medida em que o controle do cocô passa a ser de fato seu, a criança pode se autorizar a exercê-lo sem meandros. Mesmo que nas primeiras vezes ela tenha que ter ajuda de um adulto, é ela quem deve colocar a fralda, retirá-la e depois jogar o cocô na privada (melecas fazem parte do processo de aprendizagem e crescimento!). É a criança quem deve estar no controle, e não o adulto.

Ao perceber que ela é responsável pelo seu cocô (e não quem põe e tira a fralda), que não perderá o amor de quem ama se não lhe presentear com uma fralda com cocô, a criança, em geral, consegue com êxito usar o “trono” também para fazer cocô.

__________________________________________________________________________________________

O Ninguém cresce sozinho oferece Rodas de Conversa sobre a retirada das fraldas. Para saber quando elas acontecem, consulte nossa Agenda.

__________________________________________________________________________________________

Anúncios

Sobre Patrícia L. Paione Grinfeld
Patrícia L. Paione Grinfeld é psicóloga (CRP 06/50829) formada pela PUC/SP em 1996. Nos primeiros anos de sua carreira trabalhou com a clínica das psicoses. Em 2012 idealizou o blog Ninguém cresce sozinho e recentemente o site para atendimento psicológico online Rodas de Conversa Ninguém cresce sozinho. Foi auxiliar voluntária do Aprimoramento Clínico Institucional em Terapia de Casal e Família da Clínica da PUC/SP (2014) e técnica do programa Palavra de Bebê do Instituto Fazendo História (2013-2015). É colaboradora do Movimento Infância Livre de Consumismo, cursa especialização em Psicologia Perinatal e Parental pelo Instituto Brasileiro de Psicologia Perinatal e atende em seu consultório, no bairro de Perdizes (São Paulo), crianças, adultos, gestantes, casais e famílias.

264 Responses to Xixi no trono, cocô na fralda

  1. Ana luiza says:

    Mamães sou pediatra, tenho uma filha dev3 anos e 3 meses e também estou passando por isso! Mas não a pressiono.cada criança tem sua hora…..e um dia sentiremos saudades de tudo isso!vamos ter mais calma com nossas crianças…..tudo vai se evoluindo e encaixando….cada criança é unica!beijos a todos

  2. Claudia says:

    Meu filho tem 4 anos e meio. Ele só faz coco na cueca. Já tentei de tudo… Conversa, história, troca de presentes (que deu certo poucas vezes), mas nada adianta.
    Como trabalho muito, parece que ele faz para chamar a atenção.
    Estou esgotada… Não sei mais o que fazer..
    A única coisa que ele me diz quando eu pergunto porque ele não pediu é: eu tava de dor de barriga..
    Por favor me dê uma ajuda de como encarar esta situação… obrigada!

  3. Daniele Abreu says:

    Li esse texto no dia 03/06/16 e imediatamente comecei a usar a técnica da minha filha colocar sozinha a fralda e jogar o cocô no vaso. Sempre falando que fazer no vaso era mais fácil do que aquela trabalheira toda de que agora ela era responsável. Hoje (19/06), apenas 16 dias depois de começar esse processo, fomos passear na casa da avó e na hora do cocô eu aproveitei e disse que tinha esquecido a fralda em casa e perguntei se ela não queria tentar fazer no vaso, já que colocar a fralda sozinha era tão difícil e que no vaso era mais fácil… Ela topou! Na hora H eu disse que não iria olhar e que era só fazer força igual como ela fazia quando estava com a fralda…. Virei de costas e ela fez!!!! Parece um sonho! Nem acredito que estamos livres dessa fralda! Muito obrigada pela dica!!!

  4. Fabricia says:

    Li o texto há 40 dias e resolveu! Meu filho tem 4 anos..mostrei pra ele que as fraldas ficavam na gaveta do banheiro, e ao lado estavam o pinico e o redutor de assento. …falei que era pra ele fazer cocô quando, onde e como quisesse. …e deixei pra lá. ….Quando ele falava em coco eu dizia tá bom, vai lá no banheiro e faz….ele escolhia a fralda e ficava na maior dificuldade pra colocar e eu falava.:no vaso é mais fácil. …mas ele ia na fralda…Na hora dele jogar no vaso era outra dificuldade e eu falava de novo que no vaso era mais fácil. … um dia, acho que ele ficou com preguiça de todo o trabalho pra colocar a fralda e foi direto no vaso.

  5. Andressa says:

    Olá, boa tarde… Eu tenho um casal de gêmeos de 2 anos e 8 meses (Henry e Emily) são super independentes e sempre falam o que querem fazer ou comer. Já faz uns dois meses que eu tirei a fralda deles; Mas o Henry não consegue fazer cocô no peniquinho e nem consegue pedir, quando eu assusto já ta feito… E o xixi ele sempre pede, e encarou bem qndo tirei a fralda durante a noite! Eu não sei o que devo fazer pra ele aprender a falar quando quer fazer o cocô! Me ajudem! Please

  6. brunacs11 says:

    Meninas, bom dia! Estou aqui um mês depois no meu primeiro comentário para contar uma novidade! Finalmente o Pedro fez o cocô no vaso! Uffa! A hora dele chegou. Foi domingo, a noite na igreja. Eles simplesmente disse que ia fazer e fez! Foi uma felicidade imensa…Agora não quer parar mais de fazer rsrsrs vai ao banheiro a cada 5 min tentar fazer o cocô no vaso. O segredo? paciência e levar esse processo numa boa, sem pressão. Quando eu cheguei a este blog, há um mês, eu estava cansada, tensa, pois “a hora do cocô” era um terror. Todos em casa sentiam. deixamos que a pressão externa, das pessoas que só sabem olhar torto e criticar, entrasse em nossa casa e abalasse o nosso filho. Depois de ler os comentários aqui e ler as dicas da Dra, eu resolvi respeitar meu filho e a vontade dele de fazer o cocô na fralda. Ele não estava se sentindo seguro em fazer, já que tornávamos este momento tenso e chato. Passei a deixar ele decidir, sozinho, sem críticas, nem caras feias. Quando ele dizia, mamãe quero fazer cocô na fralda, eu chamava ele, com calma, e dizia: Você sabe que pode fazer no vaso se vc quiser né? ele me respondia: Amanhã mamãe, amanhã eu faço. Pronto. Ali encerrava o assunto, eu colocava a fralda, trocava ele e esquecia do assunto. Não falava mais nada, nem o criticava, nem lembrava mais da hora do cocô. Pra mim e meu esposo acho que foi libertador sabe, não falar mais, nem se estressar. somente deixar as coisas seguirem seu rumo. Exatos um mês após esta decisão, o Pedro escolheu fazer no vaso. Então mamães, relaxem, deixem seus filhos decidirem. O cocô é deles, nada mais justo que eles decidam onde fazer. Eu sei que a pressão das pessoas é muito complicado, só que isso é o mundo dos adultos e as crianças não são obrigadas a seguir um cronograma estipulado por nós. Cada uma tem seu tempo. É como se existisse uma cama, de tamanho único, e nós obrigássemos nossos filhos a caber nela, de qualquer jeito, mesmo que tenhamos que esticá-los até caber, ou mutilá-los porque são maiores que a cama. Mude a cama, para que ela seja do tamanho do seu filho, não o contrário! Mamães, obrigada por cada palavra de incentivo aqui, À Dra pelos conselhos, e espero que a minha experiência ajude todas as mamães que estão na luta do desfralde! A hora de todos os bebês vai chegar, afinal não vejo ninguém na faculdade de fraldas! Um grande abraço à todas!

  7. Viviane Fontenele says:

    Estou mesma situação meu pequeno vai fazer 3 anos mês que vem e cocô só na fralda ja fizemos de tudo.Graças a Deus não tenho pressão psicológica de ninguém e nosso pediatra disse que tem que respeitar o tempo dele. A escola tb tem sido muito parceira e tem ajudado a gente. Já fiquei muito frustrada com essa situação mais agora estou tranquila e fazendo a minha parte. Vamos ter calma e não deixar que influencia externa estrague o trabalho feito em casa o que importa é a paz que a gente passa para nossos pequenos. Vamos vencer essa fase como qualquer outra e cada um no seu tempo. Força mamães

    • Danielli says:

      Viviane, estamos juntas nessa! ….meu pequeno está com 2 anos e 9 meses e só faz cocô na fralda.O que mais me preocupa é que ele tenta segurar para que o cocô não saia, me sinto frustrada! ….quando percebo que vai fazer cocô, faço de conta que não estou vendo, pois ele fica desesperado e se esconde…..sei que cada criança tem seu tempo e essa fase vai passar.

  8. Dirlene says:

    Ei Patrícia, achei muito interessante este conteúdo. Tenho presenciado uma situação parecida, embora bem específica, no acompanhamento de uma criança com autismo. Hoje já está com quase 8 anos e ainda apresenta grandes dificuldades no uso do banheiro. Recusa o uso do vaso, e por vezes acaba fazendo xixi e cocô na roupa… isso se agrava sempre que ocorre alguma mudança importante na sua rotina. Me chama muito a atenção quando você fala sobre a questão do controle, acho que este é um ponto chave neste caso, mas apenas isso seria o suficiente uma vez que esta criança nem mesmo sinaliza a intenção de fazê-lo? Você teria alguma orientação para casos como este?

    • Dirlene,
      De acordo com a psicanalista e psicóloga clínica colaboradora do Lugar de Vida – Centro de Educação Terapêutica, Ana Paula Pacheco, especialista no atendimento a crianças com transtorno do espectro autista, e consultada para que melhor pudéssemos responder à sua pergunta, as crianças diagnosticadas com algum transtorno do espectro autista apresentam maior dificuldade em relação ao controle de seus excrementos em função da fragilidade da imagem corporal internalizada. Essa fragilidade psíquica faz com que elas se desorganizem ao mudar de rotina, podendo resultar em situações como a que você descreveu. Para que ela possa realizar o desfralde, é preciso poder nomear ou simplesmente localizar no corpo onde sai o xixi ou cocô. A criança que não consegue fazer essa nomeação ou localização terá muita dificuldade em compreender o processo de controle e consequentemente o treino. Você pode ajudar a criança que você acompanha nesse processo nomeando as partes do corpo dele que envolvem o desfralde. Isso o ajudará a ter maior consciência corporal. Um bom jeito de fazer isso é através do brincar. Importante também para que esse trabalho se efetive, saber como a família tem lidado com a questão do desfraldamento.

  9. Ana says:

    Olá meu filho tem 3 anos e 10 meses ele já vai sozinho ao privado fazer xixi mas quando chega a hora de fazer Coco fica muito nervoso e caminha de um lado para o outro e só faz coco na fralda, aqui em casa já tentamos de tudo mas é impocivel…..obrigada

  10. Leidjane says:

    Oi gente… estou procurando algumas alternativas q me ajude. Estou numa exaltação q estou preste de surtar.
    Meu filho de 5 anos não faz de jeito nenhum cocô no vaso, ja tentei mil coisas e nada deu certo; ele só me promete mas nada até hj.
    Até então estava tranquila achando q uma fase, mas pelo visto é um fase q nunca acaba.
    Queria q me ajudasse será que é caso de um psicólogo??? Pois ele fala que tem medo.
    Se tiver alguém q passou por isso e consegui sair. Porfavor me dê umas dicas

    • Leidjane, do que será que seu filho tem medo? Muitas vezes o medo é de sentir dor na hora de evacuar, especialmente se ele tem ou teve as fezes mais ressecadas, endurecidas. Nesses casos é necessário orientação médica para ajuste da dieta alimentar e/ou inclusão de laxantes, óleo mineral ou similares.
      A ajuda de um psicólogo pode ser interessante, já que a situação se mostra bastante estressante (quanto maior o estresse, maior é a pressão sobre a criança). A partir de uma avaliação da situação, o psicólogo poderá orientá-la e/ou fazer encaminhamentos que por ventura se façam necessários.

  11. Bruna says:

    Olá Patricia…antes de escrever li se não todos, quase todos os comentários… meu filho tem 3 anos e 2 meses…ele usa o banheiro pra fazer xixi normalmente, mas o coco…só na fralda…no inicio do desfralde, com 2 anos e meio, deixamos ele sem fralda e ele segurou tanto que fomos parar no hospital e teve que fazer lavagem…Foi horrível, nunca mais quero passar por isso novamente…Eu já briguei, já prometi um monte de coisas, já deixei de dar outras tantas que ele gosta, tudo pq ele não faz o coco…ele diz assim: mamãe amanha eu faço ta bom? E esse amanhã nunca chega…Estou cansada, pois as pessoas me cobram, dizem que devo deixá-lo sem as fraldas pra ver até onde ele vai…Dizem pra eu sentar ele no vaso e mesmo que ele grite, ficar lá até ele fazer….confesso que já fiz isso…mas saímos os dois do banheiro exaustos, eu super nervosa e ele suado de tanto chorar…ele está há 3 dias sem fralda e 3 dias sem evacuar…eu morro de pena pq ninguém consegue ficar tanto tempo sem ir ao banheiro… Ao mesmo tempo, tenho medo de se eu der a fralda, agir errado, pois mostro a ele que se ele bater o pé, terá a fralda…meu marido acha que devíamos seguir sem fralda pra ver até onde ele vai, mas eu não consigo…meu coração dói… Ele é tão pequeno pra sentir dor sabe…li suas dicas e vou tentar dar mais autonomia a ele, e tentar relaxar… Confesso que é muito difícil, o assunto em casa é só coco no vaso…as vezes nem eu aguento…desculpe o desabafo, é que me sinto péssima quando as pessoas dizem, nossa mas 3 anos e faz coco na fralda? Meu filho desfraldou com 6 meses…isso é demais pra mim…um beijo…até mais…

    • Bruna, você sabe bem que pressão demais só provoca mais estresse. Contar a seu filho que não está dando-lhe a fralda porque acredita que ele é capaz de fazer cocô no vaso (já tem idade para isso) é bem diferente de dar-lhe a fralda porque ele bate o pé ou exigir que ele faça cocô na privada. Crescer implica, em alguma medida, sentir dor pela perda do que não é mais possível ter. A fralda é uma dessas coisas…

    • Erica says:

      Oi Bruna, me senti Eu no seu post :( estamos passando por isso, ele tem 3 anos e 9 meses e nada de troninho ou vaso. Ja deixamos sem a fralda o retorno foi diarréia de tanto segurar o cocô. Sabe, também não sei o que fazer, penso onde errei e me sinto muito mal por isso. Semana passada fiquei mais de meia hora no banheiro com ele(sai chorando, mas ele não viu), depois meu esposo tbm tentou e nada. Enfim… Que alcancemos esse objetivo e Deus nos abençoe.
      Abraços Bruna!

      • brunacs11 says:

        Erica, é difícil né? Eu também me sinto a pior mãe do mundo.. Pq todas conseguem, menos eu? Já fiquei horas no banheiro e saímos os dois aos prantos…cansados, exaustos… Ao mesmo tempo morro de medo de deixa-lo sem a fralda e travar tudo, como já aconteceu e fomos parar no hospital. Eu decidi relaxar um pouco, pq essa história de cocô, estava me deixando louca. Então sempre que ele pede a fralda, eu estou conversando e dizendo que ele pode fazer no vaso, se quiser, pq ele já é capaz. Ele diz que tem medo, e eu digo que não precisa ter medo. Enfim… Estou menos tensa, e tentando levar isso o mais leve possível. Eles são pequenos, e não tem maturidade o suficiente pra entender que não precisa ter medo…Estou aprendendo que paciência é o melhor caminho…Nós os adultos, precisamos olhar pra eles e entender que cada um tem seu tempo, e que as regras que a sociedade impõe (data certa pra tirar a fralda), nem sempre se aplica à eles… É terrível ver a cara dos familiares, quando ficam sabendo: Como assim? mas ele não já tem 3 anos? é dolorido, mas, nossos filhos precisam saber que tem nosso apoio, e que estamos ali, firmes, e prontas para ajudá-los a desenvolver-se… Olha, chorar faz parte, é difícil, é…Mas a gente não nasceu sabendo nada não é? Estamos aprendendo com eles, e eles com a gente. Se quiser conversar, estou aqui…Estamos juntas, no mesmo barco, e vamos conseguir! Deus abençoe sua família! Abraços…

        • Aline says:

          Olá Bruna! Você contando sua historia, me emocionei porque também estou passando por isso, meu filho tem 3 anos e 6 meses e esta com uma alergia feia no bumbum, levei no dermatologista procurando ajuda para a alergia e o que escutei foi só criticas por ele usar fralda ainda. A medica acabou comigo falando que menino da idade dele já teria que ter deixado a fralda a partir de 1 ano me senti um fracasso como mãe, acabou com o meu dia, fiz umas pesquisas sobre desfralde e enviei para essa medica, mas a alergia continua e não consigo convece-lo de deixar a fralda para fazer coco, o xixi ele já faz bonitinho no vaso. O pior são as pessoas falando que o menino ja passou da idade de tirar a fralda e comparando com outras crianças. Espero que todas nos encontramos uma maneira de fazer com que eles deixam a fralda!
          Sds

          • Aleksandra says:

            Ola, Aline, Erika e Bruna..Lendo o relato de vcs, fico um pouco mais tranquila, pq estou vendo que não sou só eu que estou passando por esse problema… Nossa como é dificil!!!! Meu Deus…. meu filho tem 4 anos e 2 meses, ja dorme até sem fralda, mas o bendito do cocô, não tem jeito só na fralda!!! Eu não sei mais o que fazer, ja incentivei, ja tentei quadro de metas da Super Nany com brinquedos que ele queria… nossa ja comprei redutor de tudo que é jeito, troninho… e nada … Ele fala a mesma coisa todos os dias, Mamãe é muito dificil pra mim!!! e não tem jeito se deixo sem fralda, ele segura e não faz!! Não sei mais o que fazer!!! Se alguem conseguir me dê a dica, pq aqui em casa está dificl… Boa sorte a todas nós…

            • Charles says:

              Olá,

              Acho que o post e todos os comentários são muito bons. Ver experiências semelhantes ajuda porque dá a tranquilidade de que aquilo não está acontecendo só com a gente. Mas o principal de tudo, na minha opinião, é não esquecer que cada criança é única. Não necessariamente temos que seguir conselhos de um ou de outro, nem mesmo da autora do post (post maravilhoso, enfatizo), com nossas crianças. Nem sempre uma mesma “técnica” vai funcionar com muitas crianças. Aqui em casa também estamos enfrentando o problema do cocô. O que tentamos fazer é sempre nos colocar no lugar da criança, e não tentar colocá-la no nosso mundo. Quando sentimos que ela estava com resistência a fazer cocô no vaso, oferecemos a fralda e ela aceitou. Ela faz o cocô e joga no lixo. Sabemos que um dia ela vai amadurecer e vai querer fazer cocô no vaso por si só, como no exemplo de outra pessoa mais acima. Apesar das dificuldades com o cocô, nossa filha está evoluindo bem, é bem independente, come sozinha, escova os dentes, se lava sozinha no banho, se veste sozinha, mas tudo de acordo com o tempo dela. Aqui em casa só temos uma regra: nos colocar no lugar da criança. É ter paciência e dar tempo ao tempo. Boa sorte a todas, e viva às crianças!! :)

    • Cristiana says:

      Oi Bruna,hoje vi seu desabafo e me identifiquei muito com ele.Meu menino vai fazer três anos mês que vem e não aceita de maneira nenhuma fazer Coco no troninho e na privada.Você já conseguiu algum sucesso com sua criança?pois preciso saber o que fazer,ja não tenho mais técnicas.

      • brunacs11 says:

        Cristina querida, boa tarde! Segue meu relato 1 mês após eu chegar até o blog.. espero que ajude nas tuas angustias, como me ajudou…Um beijo, qquer coisa estamos aqui…

        Meninas, bom dia! Estou aqui um mês depois no meu primeiro comentário para contar uma novidade! Finalmente o Pedro fez o cocô no vaso! Uffa! A hora dele chegou. Foi domingo, a noite na igreja. Eles simplesmente disse que ia fazer e fez! Foi uma felicidade imensa…Agora não quer parar mais de fazer rsrsrs vai ao banheiro a cada 5 min tentar fazer o cocô no vaso. O segredo? paciência e levar esse processo numa boa, sem pressão. Quando eu cheguei a este blog, há um mês, eu estava cansada, tensa, pois “a hora do cocô” era um terror. Todos em casa sentiam. deixamos que a pressão externa, das pessoas que só sabem olhar torto e criticar, entrasse em nossa casa e abalasse o nosso filho. Depois de ler os comentários aqui e ler as dicas da Dra, eu resolvi respeitar meu filho e a vontade dele de fazer o cocô na fralda. Ele não estava se sentindo seguro em fazer, já que tornávamos este momento tenso e chato. Passei a deixar ele decidir, sozinho, sem críticas, nem caras feias. Quando ele dizia, mamãe quero fazer cocô na fralda, eu chamava ele, com calma, e dizia: Você sabe que pode fazer no vaso se vc quiser né? ele me respondia: Amanhã mamãe, amanhã eu faço. Pronto. Ali encerrava o assunto, eu colocava a fralda, trocava ele e esquecia do assunto. Não falava mais nada, nem o criticava, nem lembrava mais da hora do cocô. Pra mim e meu esposo acho que foi libertador sabe, não falar mais, nem se estressar. somente deixar as coisas seguirem seu rumo. Exatos um mês após esta decisão, o Pedro escolheu fazer no vaso. Então mamães, relaxem, deixem seus filhos decidirem. O cocô é deles, nada mais justo que eles decidam onde fazer. Eu sei que a pressão das pessoas é muito complicado, só que isso é o mundo dos adultos e as crianças não são obrigadas a seguir um cronograma estipulado por nós. Cada uma tem seu tempo. É como se existisse uma cama, de tamanho único, e nós obrigássemos nossos filhos a caber nela, de qualquer jeito, mesmo que tenhamos que esticá-los até caber, ou mutilá-los porque são maiores que a cama. Mude a cama, para que ela seja do tamanho do seu filho, não o contrário! Mamães, obrigada por cada palavra de incentivo aqui, À Dra pelos conselhos, e espero que a minha experiência ajude todas as mamães que estão na luta do desfralde! A hora de todos os bebês vai chegar, afinal não vejo ninguém na faculdade de fraldas! Um grande abraço à todas!

  12. Maria Nunes says:

    Boa tarde D.Patricia.. Minha filha tem 3anos e 2 meses já anda no infantário mas a duas semanas atras que ela ficou pressa dos intestinos coisa que ela nunca foi, agora ela já ta melhor mas apanhou medo e não quer ir a casa de banho fazer caca e nem xixi e ela já fazia sozinha nem caça fazia na fralda já tirava a fralda sozinha e ia a casa de banho fazer caca porque ela ainda usa a fralda para dormir.. Mas agora para fazer caca só na fralda. . eu aicho que foi medo que ela apanhou.. Já não sei o que fazer para ela perder i medo… Ajude me por favor.. Obrigado

    • Maria, sua filha deve estar com medo de sentir dor para evacuar (intestino preso dói). Provavelmente é por isso que evita ir ao banheiro. Experimente contar para ela porque ela deve estar evitando ir ao banheiro, explicando que o episódio do intestino preso já passou.

  13. Rachel says:

    Boa noite, Patrícia. Vi que têm muitas crianças com 4 anos que só fazem cocô na fralda. O meu filho fará 8 anos e NÃO FAZ COCÔ NO VASO, só na fralda.
    Entra em pânico e eu já tentei absolutamente tudo. Faz terapia há mais de 2 anos e nada resolve. Viajou para a casa do pai e segurou o cocô por 15 dias, até o levarem ao hospital.
    Pelo amor de Deus, o que eu faço? Estou enlouquecendo com isso. NÃO SUPORTO MAIS!!! Obrigada.

  14. Juliana Gabriela de Oliveira says:

    Olá Patrícia….
    Vejo q muitas mamães passam por dificuldades com os filhotes por conta do cocô,inclusive eu.Minha filha fez 4 anos em dezembro ,xixi ela faz normalmente no pinico desde os 2 anos,não usa mais a fralda durante o dia.O Coco só na fralda,tem quase um mês q estamos na luta pra tentar fazer no pinico,ela fica um tempão sentada ,mas parece q trava.Coloco a fralda e peço pra fazer sentada no pinico mesmo de fralda,mas não faz,coloco no vaso e nada.Já conversei,expliquei,brinquei,prometi brinquedos.Com 1Ano ,ela teve alergias à vários alimentos,dava diarreia,com o passar do tempo o intestino dela ficou sensível,qualquer coisa o Coco fica mole.A gastro disse q ela pode ter síndrome do colo irritável,mas graças a Deus melhorou as alergias e o intestino dela melhorou muito,de vez em quando o Coco está mole.Será q isso pode está dificultando o desfralde do cocô?Percebo tb q ela não tem nojo e o cocô na fralda não incomoda ela.Já pensei em procurar um psicólogo.Não sei o q faço mais,já usei todos os meu argumentos,sei q não posso pressiona_la .Me dê uma luz…😔

    • Juliana, pode ser que haja alguma relação entre a questão intestinal da sua filha e o desfralde, mas sem conhecer bem a história dela fica difícil dar uma opinião, já que outras questões também podem interferir nesse processo.

  15. vv says:

    A minha filha com 2 anos e 6 meses fazia o xixi normal no pinico, mas o cocô era uma tortura, segurava até não poder mais. O que ajudou foi ela observar o primo da mesma idade ir no banheiro também e uma música no youtube do cocô, por fim uns adesivos de dinossauro que eu dava para ela colar na cama toda vez que ela fazia no pinico. Ela viu através do primo e da música que o cocô era algo natural que todos faziam sem problema nenhum. E os adesivos era uma forma de incentivação até ela se acostumar. Foi o que deu certo.

  16. KERVEN says:

    Tao dificil

  17. Angela Maria de Oliveira says:

    Excelente!
    Com algumas dessas sugestões poderei ajudar os pais do meu aluno a resolver o problema da encoprese.
    Obrigada, muito obrigada Patrícia!

    • Angela, o trabalho mais importante da escola nessas situações é apoiar os pais em não pressionar a criança. Nos casos de encoprese é fundamental orientação médica para ajustes na dieta e, se necessário, uso de algum medicamento que ajude a amolecer as fezes.

  18. jessica says:

    Boa noite Patricia
    Minha filha tem 3 anos e faz coco na calsinha quando ela faz reclama de dor
    na vagina sera que é bacteria do coco ?

  19. Andreia says:

    Boa tarde, minha filha tem 3 anos e 2 meses, faz xixi normalmente no vaso e vai sozinha, porém o coco sempre pede a frauda e a tempos usa a frauda de vestir, mas não adianta, ela sempre fala que quando crescer vai fazer no vaso… Me indicaram a dar um laxante natural, para quando ela pedir o coco não conseguir ficar segurando e ver que sair normal!! O que acha?

    • Andreia, penso que laxante, mesmo que natural, só deve ser dado mediante orientação médica. Sua filha já avisou: vai fazer cocô no vaso quando crescer. Uma criança sente-se grande quando tem autonomia para fazer o que é capaz.

  20. Simone dos Santos says:

    Boa noite Patricia!! Me identifiquei totalmente com está postagem. Estamos vivendo tudo exatamente igual.Meu filho tem 3 anos e 5 meses, já faz xixi no vaso mas o côco somente na fralda. Tetamos de tudo, e nada funciona.Já deixei 03 dias sem colocar a fralda mas ele começa a chorar que tem dor na bunda, levamos ao vaso e de jeito nenhum ele faz, aí a única forma é a fralda. Me sinto fracassada , mas vi que não sou a única que estou passando por isto. Não sei mais o que fazer…

    • Simone, o melhor a fazer é não fazer, deixar que seu filho tenha a liberdade de fazer cocô do modo que ele se sentir mais confortável, sem pressão para que use o vaso. Você pode conversar com ele dizendo que a escolha é dele.

  21. Simone says:

    Nossa, muito bom!! Me ajudou bastante a compreender tudo isto que nossa família está passando neste momento. Meu filho está com 3 anos e 5 meses e não tem jeito de se libertar da fralda.Confesso que me sinto exatamente como colocasse no texto, fracassada. Tetamos de tudo, ele faz xixi no vaso,mas o côco não tem jeito.Tenho muito medo, pois vejo que o tempo vai passando e nada, mas o bom é saber que não estou sozinha nesta luta.

  22. michelle says:

    Boa Noite Patricia

    Tenho um filho de 3 anos e 6 meses, ele tem dificuldade em fazer coco no Vaso sanitario,ele ja saiu das fraldas a um bom tempo, mas qndo ele queria fazer coco me pedia para colocar uma fralda, porém eu sempre colocava pois ficava com dó pois passava dias sem fazer.Começei a cortar isso nunca mais clocava fraldas mas ele fazia na Cueca, de uns diias pra cá ele fica até uma semana sem fazer coco, estou com medo pois é tão novo para ficar sem defecar, ja fiz de tudo passava horas no banheiro com ele e nenhum sucesso, contava hstorias, brincava, levava brinquedos etccc Estou totalmente perdida.

    • Michelle, parece que seu filho não está pronto para usar o vaso. Dê-lhe oportunidade para que seja o mais autônomo possível em suas brincadeiras e em pequenas tarefas que ele já pode fazer sozinho (comer, tirar o sapato, escolher a roupa que vai vestir). No desfraldamento a criança precisa sentir-se no controle da situação. Quanto menor a pressão, mais tranquila ela fica. Por isso, sugiro que converse com ele dizendo que ele pode escolher onde quer fazer cocô, mesmo que este lugar, por ora, seja a fralda – o que não dá é para ele não evacuar!

  23. Regina says:

    Oi Patricia.
    Minha filha tem 4 anos e 4 meses e a poucos dias começou a fazer o cocô na patente.
    O problema é que ela só aceita o banheiro da minha casa, não aceita outro banheiro ou outra patente. Já tentei leva-la no banheiro que tenho na edícula mas ela não consegui fazer e pediu para ir no banheiro de dentro de casa, lá ela conseguiu fazer normalmente.
    O que faço? como proceder caso precise viajar ou na volta as aulas, tendo em vista que ela irá para outra escola e tudo será novo e diferente para ela?

    • Regina, o mais importante é não criar muita expectativa em relação ao que vai acontecer, pois essa já é uma forma de pressão para a criança. Talvez sua filha precise se acostumar com a patente de sua casa para depois usar as de outros banheiros. Isso só o tempo dirá.

  24. Salete Espinosa says:

    Olá Patricia
    Meu filho tem quatro anos e já faz xixi no vaso sanitário com tranquilidade, mas na hora do cocô ele pede pra colocar fralda. Seria correto eu incentivar ele a fazer cocô no vaso sanitário dizendo que ele irá ganhar um presente, se caso ele use o vaso sanitário para fazer cocô? Posso fazer esse tipo de negociação? é correto ou errado? me dá uma ajuda. obrigada.

    • Salete, negociações como esta são uma faca de dois gumes! Pode ser um estímulo, mas também, pode ser vivida pela criança como pressão. E se a criança sentir-se pressionada, a situação pode ficar mais complicada, com ela, por exemplo, recusando-se a evacuar.

  25. Adriana says:

    Patrícia, estou vivendo este dilema, meu filho tem 3 anos e meio e agora faz xixi sozinho, mas o coco ele só quer a fralda, já tentei negociar de todas as formas, e estes dias ele travou, não faz coco em lugar nenhum, estou preocupada…acho que vou ter que deixar como você mesmo disse o tempo resolver isso e fazer a técnica que você recomendou de colocar a fralda em pé, pois até agora eu colocava deitado.

    Acha que isso pode melhorar a interação dele com os escrementos?

    • Adriana, quanto maior a pressão, maiores as chances da criança travar. Seu filho está dizendo que não está pronto para usar o vaso. Mais importante do que qualquer técnica é deixar a criança livre para brincar e explorar o próprio corpo, exercendo autonomia naquilo que ela já é capaz de fazer por si só.

  26. Eduardo Ramos says:

    Ola Patricia boa noite td bem ? Preciso de uma luz.. Minha filha tem 3 anos e todo coco para fazer é uma baita novela, mesmo com a fralda ou no vaso. Ela já disse em várias ocasiões que tem medo de fazer coco e porque que ele não sai sozinho !!! Ela come super bem e de tudo: frutas, legumes e verduras.. Fora qq tipo de fibra ela come sem problemas. .. quando consegue percebemos que nao esta durinho. Isso pode ser puramente psicológico ?

  27. Fabiana says:

    Oi Patrícia, que maravilhoso o seu post, como me ajudou! Meu filho fez 3 anos dia 06/12, e como muitos relatos que li, também só faz cocô na fralda, xixi vai sozinho ao banheiro e dorme sem fralda já faz muito tempo. Ele fala que ainda é pequeno, e que quando crescer vai fazer no vaso. O pediatra me falou para levar ao psicologo pra verificar a causa desse bloqueio que pode ser emocional, mas te falo q nunca insisti muito para ele ir ao vaso , por isso vou tentar outras técnicas antes. Aliás, já comecei a colocar a fralda dele em pé, e estou conversando muito com ele a repeito disso, vou comprar a fralda de vestir, que é tipo cueca, você acha válido! Muito obrigada pela sua ajuda! Abraços!

    • Fabiana, teu filho está dizendo com todas as palavras que quando crescer vai fazer cocô no vaso! Esteja ao lado dele, sem pressão para que ele deixe a fralda. No desfraldamento o controle tem que ser da criança e não do adulto! Abraço.

  28. Franciane Domingos BAtista says:

    Adorei a matéria . Patrícia só que o meu caso de o contrario tenho uma filha de 2 anos de 7 meses, o cocô ela faz direitinho no vaso sanitário todos os dias pela manha e algumas vezes tbm a noite ; o caso é que a mais ou menos 02 meses que ele vem fazendo xixi só na calcinha, já conversei muito e muito com ela todas a vezes que ela faz eu levo ela para terminar o xixi no vaso já briguei, coloquei ela de castigo ate já dei umas palmadas no bumbum de tão nervosa que eu fico, já tem umas dias que estou ignorando mas também não está resolvendo, tenho a impressão que não vai para nunca. Observação nesse período que ela começou a fazer xixi na calcinha , meu pai estava em tratamento de câncer, eu tive que colocar ela na creche ( mas na creche ela não fazia no calcinha ) logo em seguida meu pai falecei a até hoje ela está fazendo xixi na calcinha isso deve dar um periodo da 02 meses, a rotina dela foi muito alterada, deixei um pouco de lado já que ela já não fazia mais xixi na calcinha e que só usava fralda para dormir. acho que ai que foi meu erro. me ajude por favor.

    • Franciane, quanta coisa vocês viveram num período tão curto de tempo! Imagino como deve ter sido (e ainda estar sendo) difícil “segurar” isso tudo! O xixi parece escapar como se fosse um jeito de dizer “quanta coisa, está difícil segurar isso tudo”. Na medida do possível, esteja mais perto de sua filha, ofereça meios de expressão (desenhar, pintar, brincar livremente com bonecos e brinquedos em que ela possa montar e desmontar, fazer e desfazer). É importante poder dizer para ela, sem repreensão, que isso tudo não tem sido fácil, nomeando cada uma das mudanças e perdas que ela e vocês viveram.

    • Bruna says:

      Oi Franciane, estou com o mesmo problema. Cocô minha filha faz certinho no vaso, pede para fazer: ”mamãe, cocô”.Agora xixi, santo Deus, nunca pede. Ela segura o máximo, ai eu que conto de 2 em 2 horas e levo para fazer xixi no vaso, e faz aquele ”xixizão”, se eu não levo faz na calça, mas ela não faz tudo de uma vez, vai soltando sabe. Tanto é que as vezes passa um pouco de 2 horas, e vejo aquela ”rodelinha” de xixi na calcinha. Não sei mais o que fazer, não é toda hora que lembro que deu duas horas pra levar ao banheiro.

  29. Cristiane says:

    Bem interessante, pois passo pelo mesmo problema com meu filho.

  30. Valeska says:

    Bom dia Patrícia!
    Meu filho vai fazer 6 anos em janeiro e só faz cocô na fralda. Eu já tentei de tudo: deixei ele de castigo na privada, cortei direitos, já levei para psicólogo, já sentei ao lado da privada e li uma pilha de livros, já chorei… Não sei mas o que faça, ele fala que dói, fala que não consegue fazer…
    Ele faz xixi na privada desde cedo, o problema é só o cocô.
    Me ajuda, por favor

  31. Aleksandra Breakwell says:

    Ola Patricia, Parabéns pela matéria!!! Muitas mães devem ficar desesperadas por não conseguir que os filhos evacuem no vaso… Me identifiquei muito!! Meu filho vai fazer 4 anos em Dezembro e não usa fralda para o Xixi, inclusive vai ao banheiro sozinho, não dorme mais de fralda, mas na hora do coco não tem jeito, ele pede para por fralda… Na escola ele já conseguiu fazer uma vez no vaso! Ja tentei fazer varias negociações com ele e nenhuma teve sucesso… Sua matéria me ajudou a ficar um pouco mais tranquila, pelos comentários que li o melhor a fazer é incentivar e não forçar e dar tempo ao tempo. Adorei a matéria.

  32. Ótimo esse post,, parabéns. Então meu filho fez 3 anos e x ixi no vaso faz sem problemas, mas o cocô so na fralda, fez 2 vezes no vaso em casa e fiz festa, ate ficou feliz mas nos outros dias nada, na escola ele ate faz, mas ultimamente se segura e so faz em casa. Vou adotsr essas dicas e vamos lá. Segundo meus pais, a geração deles e minha quando nasci desfraldavam nem com um ano, pois nem fralda tinha, nos seguravam no colo de crocas e lá se ia o cocô ou ficávamos tudo pela dos e qualquer canto tava bom. Hehe. Hoje Será que tem diferença filhos de classe média, a, b e c? Quem sofre mais…

    • Kelli, uma importante diferença entre o tempo que seus pais se referem e hoje é que as crianças têm brincado menos em espaços livres, fazendo melecas, explorando materiais… Tudo chega muito pronto para elas e a sensação que têm é que o controle vem de fora e não delas. Para se ter sucesso no desfraldamento a criança precisa se sentir a protagonista da cena; sentir que este controle está nas mãos dela. O adulto pode ajudá-la a ter mais autonomia naquilo que ela já é capaz de fazer sozinha e a oferecer recursos em que ela possa controlar a situação, como na exploração de materiais, brincadeiras, escolha da roupa que quer vestir, etc.

  33. Pingback: DESFRALDE – TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER | Senta que lá vem história

  34. Fabiany says:

    Olá Patrícia!
    Meu filho fará 4 anos no final do mês, e mesmo usando o vaso para fazer xixi desde os 2 anos e 2 meses, nunca faz cocô n o vaso. Fala que está duro, que não sai e pula. Se não colocamos a fralda, ele prende qtos dias forem necessários. Gostaria de saber se este comportamento precisa ser tratado. Se ele está na idade de tratar e etc. Muito obrigada!

    • Fabiany, eu não falaria em tratamento, mas em ajuda, já que o cocô precisa ser eliminado sem que isso seja vivido como um incômodo ou sofrimento. Como fazer isso? Penso que o primeiro passo é avaliar a dieta de seu filho junto ao pediatra para que as fezes não fiquem duras.

    • Jany says:

      Meu filho tem 4 anos e a meses e também prende se não colocar a fralda. Ele aceita sentar no sanitário mais não consegui fazer, já passou 3 dias sem fazer o cocô por que eu não cedi. A sua dieta é super equilibrada e com a fralda ele faz cocô todos os dias. To na fase de não mais tentar e sempre já coloco a fralda.
      Vou tentar a técnica dele mesmo colocar e retirar sua fralda.

  35. Alessandra Rosa says:

    Minha filha tem 04 e cinco meses e desde os dois anos ela faz o xixi no vaso, porém o coco só na fralda. Como a maioria dos pais que passam por isso, já fiz promessas, dei broncas, mas nada adiantou. Um dia na casa da baba não tinha fralda e mesmo chorando muito ela conseguiu fazer coco no vaso, porém depois daquele dia não fez mais. Outro dia me recusei a colocar a fralda e ela pegou uma sacolinha plástica e usou para fazer o coco nela. Como ela já fez uma vez no vaso, será que posso ficar insistindo em não colocar a fralda, pois vimos que quando apertou a vontade ela foi.

    • Alessandra, quem faz a escolha de quando e onde quer evacuar é a criança. Sua filha encontrou a estratégia do saquinho na ausência da fralda. Pode ser que se você não oferecer a fralda ela use este mesmo recurso, ou encontre outros; não temos como saber! O mais importante é que ela não se sinta cobrada em ter que evacuar no vaso. Isso não significa ignorar a situação. Converse com ela que meninas na idade dela costumam fazer cocô na privada, apontando outras conquistas que ela já adquiriu com o crescimento. Nos comentários deste texto tem muitos depoimentos inspiradores. Vale à pena a leitura!

  36. Daniela says:

    achei interessante o post, mas realmente bem complicado a parte do coco. Minha filha fica muito tempo sem ir ao banheiro e só faz quando colocamos a fralda. a médica até sugeriu um exame para ver se ela tem problema no intestino, porque até na fralda está complicado, sai de pouquinho em pouquinho.

  37. Minha filha de 5 anos saiu da fralda antes de completar 2 , inclusive a noturna, mas na hora de evacuar pede a fralda, ela nunca evacuou na privada ou no pinico, a fralda acabou e eu disse a ela que não comprarei mais, ela quer um cachorrinho, e convenci ela de que precisa crescer e se virar sozinha para que eu e ela possamos cuidar do cachorro, montamos um quebra cabeça com a foto de um cachorrinho, onde ela ganha uma peça pequena por tentativa e uma grande caso consiga, ela está tentando, mas esta com dor de barriga a 4 dias, tomando óleo mineral todo dia e mesmo assim nem sinal, ela tenta, mas diz que vai só tentar… estou no caminho certo ou estou pressionando demais??? por favor me ajude.

    • Reynawdo, vocês estão tentado, mas ao mesmo tempo sua filha não está evacuando, o que gera um grade desconforto. Compensar a criança com um prêmio só é uma boa saída se a compensação não vier por uma pressão maior do que ela é capaz de suportar. Sugiro que leia os comentários deste texto, onde encontrará alguns depoimentos que poderão te dar uma luz do que mais pode ser feito nesse processo.

  38. Viviane says:

    Patrícia, minha filha tem 3 anos e 2 meses. Não usa fraldas há um ano, porém o cocô ela não aceita de jeito nenhum fazer no vaso (não usa penico). O xixi vai sozinha ao banheiro. Certas vezes ela vai para o quarto dela “brincar”, mas quando vou olhar foi fazer o cocô. Ou se estou brincando com ela na sala faz ali mesmo. Se pergunto se fez cocô me responde: “tem mais um pouquinho”. Já levei na loja de brinquedos para que escolhesse um brinquedo em troca e não adianta. Agora estou dizendo que não terá festa no próximo aniversário, mas parece não se importar muito. Ela tem muita personalidade e, é muito turrona.
    Obrigada por ler meu comentário e se possível me dê uma dica.

    • Viviane, será que ter personalidade forte e ser turrona não é, em algumas situações, uma tentativa de fazer valer o desejo dela? No desfraldamento o controle precisa ser da criança. Sugiro a leitura dos comentários deste texto, que têm alguns depoimentos que podem ser inspiradores para encarar este processo de uma forma mais tranquila para você e sua filha.

  39. Josi says:

    Olá tenho um filho de 3 anos e meio. Ele faz xixi no vaso a muito tempo sem nenhum problema. Nunca nem escapou o xixi. Mas na hora do côco, grita absurdamente não faz. Já fiz de tudo, comprei presentes, mas não adianta ele quer a fralda. Uma vez ficamos 3 dias sem por fralda porque o pediatra falou para não por, passou até supositório se necessário. Ele ficou 3 dias sem fazer. Até que não aguentei e coloquei a fralda. Ele fez logo após. O que eu faço?

  40. Dalvana Domingues says:

    Olá, minha filha tem 2 anos e 7 meses e já não usa mais fralda durante o dia, mas quando quer fazer cocô ela pede pra colocar a fralda. O motivo dela não querer de jeito nenhum usar o banheiro é que ela odeia que vejamos ela fazer cocô, toda vez que ela tem que fazer, ela se esconde no quarto ou atrás da porta, e quando queremos leva lá ao banheiro ela simplesmente chora demais, ela em hipótese alguma usa o penico nem pra fazer xixi, e quando precisa a seguramos no vaso, sendo assim teriámos que estar com ela a segurando quando fosse fazer cocô e como ela não gosta de fazer na nossa frente se recusa. Se forçamos ela a fazer no banheiro, ela segura, chora demais, chega a suar frio, mas não faz enquanto não coloco a fralda. O que fazer nesse caso?

  41. Alexandre Serra says:

    Ajuda, minha filha tem 6 anos e até oom momento não conseguimos tira lá da fralda, por favor estamos desesperados

    • Alexandre, o processo de desfraldamento exige tranquilidade, paciência, tempo e dedicação. Se vocês estão desesperados é importante poder cuidar deste desespero para que possam ajudar sua filha neste processo. Uma orientação a pais pode ser um caminho interessante para enfrentarem este momento.

  42. Rose Maria says:

    Olá , meu filho completou 4 anos dia 01/08/15, e até hoje ainda não consegui tirar as fraldas dele, no entanto o pediatra disse que já é tempo demais, e desde segunda feira que estou tentando, e durante o dia ele fica sem fralda, só que segura o xixi e o coco até não aguentar mais, e agora a pouco foi um choro intenso, pedindo a fralda, dizendo que queria dormir, pois sabia que para ele dormir eu iria colocar a fralda, mais insistimos mais um pouco, e ele não aguentou mais, e fez o xixi, e como estava tarde, eu coloquei a fralda, e ele fez coco de imediato. Eu estou com o coração partido em ter que pressionar ele assim, vem tanta coisa na cabeça, será que é certo, será que deixar também, e esperar mais não é errado, enfim, hoje chorei tambem.

    • Rose Maria, grande parte das crianças, aos 4 anos, já desfraldaram; porém, ainda não estar desfraldada não precisa ser motivo de alarde. Parece que você sente-se pressionada em ter que tirar a fralda de seu filho porque “já é tempo demais”, e espera que este processo aconteça rapidamente (pelo seu relato, estão nesse processo há 2-3 dias). Com pressão, tudo fica mais difícil. Sugiro que vá conversando com seu filho sobre o crescimento dele, o uso do vaso/penico. Recorra a livros e materiais que o permitam explorar e produzir livremente, como água, argila, areia, massinha. No desfraldamento é a criança quem precisa estar no controle e não o adulto. Nos comentários deste texto há muitos depoimentos que podem ser inspiradores para vocês encontrarem o próprio caminho nesta tarefa que envolve autonomia da criança.

  43. Claudileide Fernandes dos Santos says:

    Boa noite Patrícia,

    Me identifiquei totalmente em sua matéria. Meu filho tem 4 anos e 8 meses, já consegui o desfralde de dia e de noite. Ele faz xixi no vaso sem problemas, porém o cocô só acontece na fralda. Se eu pressiono um pouco são 3 ou 4 dias sem fazer cocô. Também adotei a tática de colocar e tirar a fralda nele em pé. Já usei o super heróis como personagens na tentativa de leva lo ao vaso, ele senta, faz xixi, mas o cocô não tem jeito. Não sei mais o que fazer.

    • Claudileide, você já percebeu o mais importante no desfralde: se há pressão, a criança retem as fezes. Tente propiciar ao seu filho situações em que ele se sinta no controle, como brincar livremente explorando materiais plásticos, sem forma, como areia, água, arila, terra, massinha, tinta. Deixe-o usar e abusar dos materiais, criando, experimentando. Sugiro ler os outros comentários deste post, que podem servir de inspiração para este momento da vida de vocês.

O que você achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: