Agenda

Para mais informações sobre as Rodas de Conversa, os plantões de pré-natal e pós-parto, e outros atendimentos online, consulte o site Rodas de Conversa Ninguém cresce sozinho.

13 de junho, segunda-feira | Plantão “Dificuldades para engravidar” 

Atualmente, vivemos numa época na qual quase tudo pode ser planejado e então alcançado: a carreira profissional, uma viagem, a compra de um carro, um imóvel e tantas outras coisas. No entanto, existem certos aspectos da vida humana que não dependem apenas de um desejo intenso e um planejamento cuidadoso, nem só dos avanços da modernidade. O campo da reprodução humana é um deles.

Por ser algo que supomos ser inerente à natureza humana, entendemos que a fertilidade de um homem e de uma mulher esteja garantida. Exames relativos a esse tema só serão realizados quando dificuldades de engravidar se apresentarem, diferente dos exames de rotina que são recomendados, por exemplo, pelo ginecologista, para as mulheres, desde a menarca.

Desse modo, a notícia de um diagnóstico de infertilidade que implique na reformulação do projeto de ter um filho da maneira “tradicional”, pode provocar uma forte desestabilização, especialmente se até agora a maioria das coisas saíra de acordo com o planejado.

O casal necessita então abandonar aquilo que havia imaginado como possibilidade, a gravidez natural, para dar lugar a um novo projeto que se enquadre em sua realidade. E agora, o que fazer? Investir em outros desejos? Adotar? Procurar um especialista em reprodução assistida? Assim, tal reformulação não é simples e óbvia; ao contrário, a reformulação costuma levantar questões como “ por que eu?”, “o que eu fiz de errado?” e demandar tempo para reflexões que visam tanto o luto do corpo e da parentalidade antes imaginados, como para a construção de novos projetos.

Considerando que esse processo de elaboração e reformulação pode ser muito dolorido e que, muitas vezes, os casais, homens e mulheres se sentem bastante sozinhos nessa jornada, este plantão é um espaço para troca de experiências e sensações sendo mais um recurso para ajudar aqueles que necessitam a transformar a dor em novas possibilidades.

Para quem? Homens e mulheres com dificuldades para engravidar, com ou sem prévio diagnóstico de infertilidade

Quando? Das 18h30 às 19h30

Onde? Por Skype

Coordenação: Silvia Bicudo

Investimento: R$40,00 por pessoa ou R$60 por casal

Inscrições: sbicudo@hotmail.com ou (11) 97121-8335

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

14 junho, terça-feira | Plantão de pós-parto

Grupo aberto de apoio às mulheres em suas dúvidas, angústias e dificuldades decorrentes da chegada do bebê e das mudanças em sua vida pessoal, conjugal e familiar.

Para quem? Mulheres no primeiro ano do nascimento do bebê

Quando? Das  14h30 às 15h30 horas

Onde? Por Skype

Coordenação: Roberta Alencar

Investimento: R$40,00 por pessoa

Inscrições: roberta_alencar@yahoo.com.br ou (11) 99126-3832

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

15 de junho, quarta-feira | Plantão “Fazendo tratamento para engravidar” 

O percurso que vai da investigação do quadro de infertilidade até o desenrolar de todo o processo de reprodução assistida pode ser muito desgastante do ponto de vista emocional.

Ao longo desse trajeto, a rotina de homens e mulheres que passam por intervenções médicas para engravidar, é atravessada por frequentes consultas, procedimentos invasivos e injeções que podem ser dolorosas, exigindo diversas adaptações na vida cotidiana. No meio desse contexto, a espera pelos próximos passos do tratamento costuma ser atravessada por ansiedades e expectativas: “será que os óvulos cresceram?”, será que terei algum surpresa na aspiração?”, “o beta vai dar positivo?”.

Além disso, a relação entre o casal, ou a relação da mulher ou do homem em tratamento com a família e/ou amigos também pode ser afetada, pois cada um vivencia esse processo de modo particular, o que por vezes pode não corresponder às expectativas do entorno. Assim, também podem surgir questões que se formam a partir da experiência do tratamento mas que não dizem respeito a ele diretamente e que muitas vezes são vividas de maneira solitária ou restrita, por exemplo, quando há dúvidas em relação a “contar ou não contar” sobre o tratamento para o seu círculo social.

Esse plantão é um espaço para reflexão e troca de experiências, angústias e receios frente à montanha russa de emoções que a passagem pelos tratamentos de reprodução assistida podem despertar.

Para quem? Casais, homens e mulheres que estejam realizando tratamento(s) para engravidar

Quando? Das 19h00 às 20h00

Onde? Por Skype

Coordenação: Silvia Bicudo

Investimento: R$40,00 por pessoa ou R$60 por casal

Inscrições: sbicudo@hotmail.com ou (11) 97121-8335

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

15 de junho, quarta-feira | Plantão de pré-natal

Grupo aberto em que as participantes chegam e saem conforme a “boa hora” se aproxima.

Mais do que um espaço de informação, reflexão e troca de experiência, o grupo é uma oportunidade para que as vivências da gravidez e do que está por vir ganhem significados singulares, dando a cada mulher a possibilidade de estar emocionalmente mais preparada para a chegada do bebê e para exercer seu novo papel nas relações familiares.

Para quem? Gestantes em qualquer período gestacional

Quando? Das 21h00 às 22h00

Onde? Por Skype

Coordenação: Patrícia L. Paione Grinfeld 

Investimento: R$40,00 por pessoa

Inscrições: paionegrinfeld@uol.com.br ou (11) 98596-9402

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

20 de junho, segunda-feira | Plantão “Dificuldades para engravidar” 

Atualmente, vivemos numa época na qual quase tudo pode ser planejado e então alcançado: a carreira profissional, uma viagem, a compra de um carro, um imóvel e tantas outras coisas. No entanto, existem certos aspectos da vida humana que não dependem apenas de um desejo intenso e um planejamento cuidadoso, nem só dos avanços da modernidade. O campo da reprodução humana é um deles.

Por ser algo que supomos ser inerente à natureza humana, entendemos que a fertilidade de um homem e de uma mulher esteja garantida. Exames relativos a esse tema só serão realizados quando dificuldades de engravidar se apresentarem, diferente dos exames de rotina que são recomendados, por exemplo, pelo ginecologista, para as mulheres, desde a menarca.

Desse modo, a notícia de um diagnóstico de infertilidade que implique na reformulação do projeto de ter um filho da maneira “tradicional”, pode provocar uma forte desestabilização, especialmente se até agora a maioria das coisas saíra de acordo com o planejado.

O casal necessita então abandonar aquilo que havia imaginado como possibilidade, a gravidez natural, para dar lugar a um novo projeto que se enquadre em sua realidade. E agora, o que fazer? Investir em outros desejos? Adotar? Procurar um especialista em reprodução assistida? Assim, tal reformulação não é simples e óbvia; ao contrário, a reformulação costuma levantar questões como “ por que eu?”, “o que eu fiz de errado?” e demandar tempo para reflexões que visam tanto o luto do corpo e da parentalidade antes imaginados, como para a construção de novos projetos.

Considerando que esse processo de elaboração e reformulação pode ser muito dolorido e que, muitas vezes, os casais, homens e mulheres se sentem bastante sozinhos nessa jornada, este plantão é um espaço para troca de experiências e sensações sendo mais um recurso para ajudar aqueles que necessitam a transformar a dor em novas possibilidades.

Para quem? Homens e mulheres com dificuldades para engravidar, com ou sem prévio diagnóstico de infertilidade

Quando? Das 18h30 às 19h30

Onde? Por Skype

Coordenação: Silvia Bicudo

Investimento: R$40,00 por pessoa ou R$60 por casal

Inscrições: sbicudo@hotmail.com ou (11) 97121-8335

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

21 junho, terça-feira | Plantão de pós-parto

Grupo aberto de apoio às mulheres em suas dúvidas, angústias e dificuldades decorrentes da chegada do bebê e das mudanças em sua vida pessoal, conjugal e familiar.

Para quem? Mulheres no primeiro ano do nascimento do bebê

Quando? Das  14h30 às 15h30 horas

Onde? Por Skype

Coordenação: Roberta Alencar

Investimento: R$40,00 por pessoa

Inscrições: roberta_alencar@yahoo.com.br ou (11) 99126-3832

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

22 de junho, quarta-feira | Plantão “Fazendo tratamento para engravidar” 

O percurso que vai da investigação do quadro de infertilidade até o desenrolar de todo o processo de reprodução assistida pode ser muito desgastante do ponto de vista emocional.

Ao longo desse trajeto, a rotina de homens e mulheres que passam por intervenções médicas para engravidar, é atravessada por frequentes consultas, procedimentos invasivos e injeções que podem ser dolorosas, exigindo diversas adaptações na vida cotidiana. No meio desse contexto, a espera pelos próximos passos do tratamento costuma ser atravessada por ansiedades e expectativas: “será que os óvulos cresceram?”, será que terei algum surpresa na aspiração?”, “o beta vai dar positivo?”.

Além disso, a relação entre o casal, ou a relação da mulher ou do homem em tratamento com a família e/ou amigos também pode ser afetada, pois cada um vivencia esse processo de modo particular, o que por vezes pode não corresponder às expectativas do entorno. Assim, também podem surgir questões que se formam a partir da experiência do tratamento mas que não dizem respeito a ele diretamente e que muitas vezes são vividas de maneira solitária ou restrita, por exemplo, quando há dúvidas em relação a “contar ou não contar” sobre o tratamento para o seu círculo social.

Esse plantão é um espaço para reflexão e troca de experiências, angústias e receios frente à montanha russa de emoções que a passagem pelos tratamentos de reprodução assistida podem despertar.

Para quem? Casais, homens e mulheres que estejam realizando tratamento(s) para engravidar

Quando? Das 19h00 às 20h00

Onde? Por Skype

Coordenação: Silvia Bicudo

Investimento: R$40,00 por pessoa ou R$60 por casal

Inscrições: sbicudo@hotmail.com ou (11) 97121-8335

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

22 de junho, quarta-feira | Plantão de pré-natal

Grupo aberto em que as participantes chegam e saem conforme a “boa hora” se aproxima.

Mais do que um espaço de informação, reflexão e troca de experiência, o grupo é uma oportunidade para que as vivências da gravidez e do que está por vir ganhem significados singulares, dando a cada mulher a possibilidade de estar emocionalmente mais preparada para a chegada do bebê e para exercer seu novo papel nas relações familiares.

Para quem? Gestantes em qualquer período gestacional

Quando? Das 21h00 às 22h00

Onde? Por Skype

Coordenação: Patrícia L. Paione Grinfeld 

Investimento: R$40,00 por pessoa

Inscrições: paionegrinfeld@uol.com.br ou (11) 98596-9402

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

27 de junho, segunda-feira | Plantão “Dificuldades para engravidar” 

Atualmente, vivemos numa época na qual quase tudo pode ser planejado e então alcançado: a carreira profissional, uma viagem, a compra de um carro, um imóvel e tantas outras coisas. No entanto, existem certos aspectos da vida humana que não dependem apenas de um desejo intenso e um planejamento cuidadoso, nem só dos avanços da modernidade. O campo da reprodução humana é um deles.

Por ser algo que supomos ser inerente à natureza humana, entendemos que a fertilidade de um homem e de uma mulher esteja garantida. Exames relativos a esse tema só serão realizados quando dificuldades de engravidar se apresentarem, diferente dos exames de rotina que são recomendados, por exemplo, pelo ginecologista, para as mulheres, desde a menarca.

Desse modo, a notícia de um diagnóstico de infertilidade que implique na reformulação do projeto de ter um filho da maneira “tradicional”, pode provocar uma forte desestabilização, especialmente se até agora a maioria das coisas saíra de acordo com o planejado.

O casal necessita então abandonar aquilo que havia imaginado como possibilidade, a gravidez natural, para dar lugar a um novo projeto que se enquadre em sua realidade. E agora, o que fazer? Investir em outros desejos? Adotar? Procurar um especialista em reprodução assistida? Assim, tal reformulação não é simples e óbvia; ao contrário, a reformulação costuma levantar questões como “ por que eu?”, “o que eu fiz de errado?” e demandar tempo para reflexões que visam tanto o luto do corpo e da parentalidade antes imaginados, como para a construção de novos projetos.

Considerando que esse processo de elaboração e reformulação pode ser muito dolorido e que, muitas vezes, os casais, homens e mulheres se sentem bastante sozinhos nessa jornada, este plantão é um espaço para troca de experiências e sensações sendo mais um recurso para ajudar aqueles que necessitam a transformar a dor em novas possibilidades.

Para quem? Homens e mulheres com dificuldades para engravidar, com ou sem prévio diagnóstico de infertilidade

Quando? Das 18h30 às 19h30

Onde? Por Skype

Coordenação: Silvia Bicudo

Investimento: R$40,00 por pessoa ou R$60 por casal

Inscrições: sbicudo@hotmail.com ou (11) 97121-8335

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

28 junho, terça-feira | Plantão de pós-parto

Grupo aberto de apoio às mulheres em suas dúvidas, angústias e dificuldades decorrentes da chegada do bebê e das mudanças em sua vida pessoal, conjugal e familiar.

Para quem? Mulheres no primeiro ano do nascimento do bebê

Quando? Das  14h30 às 15h30 horas

Onde? Por Skype

Coordenação: Roberta Alencar

Investimento: R$40,00 por pessoa

Inscrições: roberta_alencar@yahoo.com.br ou (11) 99126-3832

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

29 de junho, quarta-feira | Plantão “Fazendo tratamento para engravidar” 

O percurso que vai da investigação do quadro de infertilidade até o desenrolar de todo o processo de reprodução assistida pode ser muito desgastante do ponto de vista emocional.

Ao longo desse trajeto, a rotina de homens e mulheres que passam por intervenções médicas para engravidar, é atravessada por frequentes consultas, procedimentos invasivos e injeções que podem ser dolorosas, exigindo diversas adaptações na vida cotidiana. No meio desse contexto, a espera pelos próximos passos do tratamento costuma ser atravessada por ansiedades e expectativas: “será que os óvulos cresceram?”, será que terei algum surpresa na aspiração?”, “o beta vai dar positivo?”.

Além disso, a relação entre o casal, ou a relação da mulher ou do homem em tratamento com a família e/ou amigos também pode ser afetada, pois cada um vivencia esse processo de modo particular, o que por vezes pode não corresponder às expectativas do entorno. Assim, também podem surgir questões que se formam a partir da experiência do tratamento mas que não dizem respeito a ele diretamente e que muitas vezes são vividas de maneira solitária ou restrita, por exemplo, quando há dúvidas em relação a “contar ou não contar” sobre o tratamento para o seu círculo social.

Esse plantão é um espaço para reflexão e troca de experiências, angústias e receios frente à montanha russa de emoções que a passagem pelos tratamentos de reprodução assistida podem despertar.

Para quem? Casais, homens e mulheres que estejam realizando tratamento(s) para engravidar

Quando? Das 19h00 às 20h00

Onde? Por Skype

Coordenação: Silvia Bicudo

Investimento: R$40,00 por pessoa ou R$60 por casal

Inscrições: sbicudo@hotmail.com ou (11) 97121-8335

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

29 de junho, quarta-feira | Plantão de pré-natal

Grupo aberto em que as participantes chegam e saem conforme a “boa hora” se aproxima.

Mais do que um espaço de informação, reflexão e troca de experiência, o grupo é uma oportunidade para que as vivências da gravidez e do que está por vir ganhem significados singulares, dando a cada mulher a possibilidade de estar emocionalmente mais preparada para a chegada do bebê e para exercer seu novo papel nas relações familiares.

Para quem? Gestantes em qualquer período gestacional

Quando? Das 21h00 às 22h00

Onde? Por Skype

Coordenação: Patrícia L. Paione Grinfeld 

Investimento: R$40,00 por pessoa

Inscrições: paionegrinfeld@uol.com.br ou (11) 98596-9402

Anúncios

36 Responses to Agenda

  1. Pingback: Enxoval do bebê: o que as listas prontas não contam | Ninguém cresce sozinho

  2. Pingback: Atendimento online a gestantes, puérperas, casais, pais e responsáveis pela educação de crianças entre 0 e 6 anos | Ninguém cresce sozinho

  3. Pingback: Alguns cuidados importantes no primeiro processo de adaptação da criança na escola | Ninguém cresce sozinho

  4. marcia Rose says:

    Gostaria de participar do grupo.

    Grata
    Marcia Rose

  5. Janeide França says:

    Boa tarde !
    Trabalho com crianças e adolescentes e gostei do tema abordado e gostaria de participar das rodas de conversa presenciais.

    Abraços
    Janeide França

  6. Pingback: Tenho medo que meu filh@ seja gay | Ninguém cresce sozinho

  7. Verônica Vincenza says:

    Olá, boa Noite!
    Adorei os temas das rodas e queria muito participar, mas moro em Brasília. Posso dar uma sugestão?! Por que vocês não fazem uma roda on- line? Não seria ótimo compartilhar ideias com pessoas de todo o Brasil?! Eu acho que seria o máximo!
    Um abraço,
    Verônica Vincenza
    Escritora de literatura infantil

  8. Pingback: Roda de Conversa sobre sexualidade infantil | Ninguém cresce sozinho

  9. Pingback: Vem pra Roda! | Ninguém cresce sozinho

  10. Pingback: Retirada das fraldas: vão-se as fraldas, fica o carinho | Ninguém cresce sozinho

  11. Pingback: Xixi no trono, cocô na fralda | Ninguém cresce sozinho

  12. Pingback: Hora de tirar as fraldas | Ninguém cresce sozinho

  13. Pingback: Retirada das fraldas: entre piratas e princesas | Ninguém cresce sozinho

  14. Pingback: “De onde viemos?”, livro de Peter Mayle | Ninguém cresce sozinho

  15. Pingback: O uso da roupa de banho pelo adulto no banho com a criança | Ninguém cresce sozinho

  16. Pingback: “Mamãe botou um ovo!”, livro de Babette Cole | Ninguém cresce sozinho

  17. Pingback: A sexualidade infantil no tempo e espaço do adulto | Ninguém cresce sozinho

  18. Pingback: Uma comédia real, ou uma realidade que vira comédia? | Ninguém cresce sozinho

  19. Pingback: A nudez dos pais diante dos filhos | Ninguém cresce sozinho

  20. Pingback: Algumas questões que envolvem o banho do filho com os pais | Ninguém cresce sozinho

  21. Pingback: “Papai Mamãe e Eu: O desenvolvimento sexual da criança de zero a dez anos”, livro de Marta Suplicy | Ninguém cresce sozinho

  22. Pingback: Protegendo a criança do abuso sexual | Ninguém cresce sozinho

  23. Pingback: A sexualidade infantil dos 3 aos 6 anos de idade | Ninguém cresce sozinho

  24. Pingback: Sexualidade infantil: algumas questões dos pais em relação às crianças | Ninguém cresce sozinho

  25. Pingback: “De onde eu realmente vim?”, livro de Narelle Wickham | Ninguém cresce sozinho

  26. Pingback: Da curiosidade sobre a sexualidade à aprendizagem | Ninguém cresce sozinho

  27. Pingback: Curiosidade infantil X valores familiares: como fica esta equação? | Ninguém cresce sozinho

  28. Pingback: Qual o limite entre o corpo dos pais e o corpo dos filhos? | Ninguém cresce sozinho

  29. Pingback: Grupo de casais grávidos | Ninguém cresce sozinho

  30. Patricia says:

    Queria conversar com vcs pode ser por watsap pode mandar o número de contato

O que você achou deste post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: